Um “coração argentino”

Quinquela

“Quem escreve, deportado por decreto do Poder Executivo e lei de residência, solicita ao Presidente o indulto de dito decreto. Pelo carinho que eu sinto pela Argentina e o respeito ao seus gobernantes, porquanto a pesar de ser um deportado, nunca perdi a esperança de voltar a Buenos Aires, minha segunda patria, poisa inda hoje, senhor Presidente, juro ante Deus, nao sei o verdadeiro motivo pelo qual me deportaram. Sei que me acusaram de ser comunista… Se eu nao concordei com medidas do seu governo, nao foi por ser anti-peronista, mas por ver as coisas de outra maneira, que eu achava melhor… Um coração argentino nao pode ser mau, chame-se ou nao Juan Perón.”

afiches

Assim escrevia um cidadão espanhol ao presidente argentino, pedindo voltar ao país, de onde tinha sido expulso por decreto do presidente Perón, baseado na lei de residência (uma das mais combatidas pelos trabalhadores). A resposta do líder do justicialismo, foi que pelas suas “atividades subversivas” o causante era um “perigo para a tranquilidade social do país” e cumpria como os requisitos para ser deportado, nao concedendo o perdão para ele.  A lei deportadora, criada pelos conservadores em 1902, foi validada nos anos 1940 pelos deputados peronistas, entre eles John William Cooke (considerado o mais esquerdista deles), depois de terem anunciado o contrário.

Na Argentina, a grande marioria se esquece deste antecedente de política agressiva contra os imigrantes opositores ou simplesmente grevistas -oculta pelo mito e a propaganda do peronismo- que contrariava as melhores tradiçoes do país e da América Latina, de recepção e asilo aos estrangeiros perseguidos. Hoje que os imigrantes de muitos povos sao afetados, nao comvêm continuar esquecendo a história.

XulSolar4

 

Obrigado, Ana.

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s